Cinto de segurança canino salva vidas de cães e humanos em acidentes de carro postado por Gran dia 11 de Set de 2013 às hs.

O Código de Trânsito Brasileiro proíbe o transporte de animais domésticos soltos dentro do veículo ou mesmo no colo do passageiro. A multa para quem se locomove com o animal solto é de R$ 85,13, além de quatro pontos na carteira. Um cão de apenas cinco quilos durante uma freada brusca, por exemplo, pode atingir o motorista com uma força de impacto equivalente a 100 quilos.


A desinformação da população em torno da segurança veicular do animal é preocupante, já que é uma das maiores causa de acidentes envolvendo animais de estimação.


De acordo com o engenheiro mecânico Denis Martins Rodrigues, quando o corpo ou objeto está solto no carro e há uma batida, ele continua em movimento e se choca com grande violência no primeiro obstáculo que estiver a sua frente.


O engenheiro salienta que em uma situação de batida, o corpo ou objeto adquire um peso muito maior do que ele possui, tornando-se uma “arma” para as pessoas que estão no carro, reforçando assim a importância de se transportar os cães com cinto de segurança desenvolvido especialmente para a espécie.


“Em uma batida, o cinto é capaz de absorver o impacto e manter o animal preso, evitando que ele seja lançado para fora do veículo, aumentando, assim, sua chance de sobrevivência”, diz Denis.


Fonte: Revista Cães Amigos