Como saber se meu cão está deprimido? postado por Gran dia 22 de Jul de 2013 às hs.

angela-n / Flickr

angela-n / Flickr

davco / Flickr

davco / Flickr

TheGiantVermin / Flickr

TheGiantVermin / Flickr

Durante muito tempo a existência da depressão canina foi ignorada por veterinários e pelos donos de cães, quando o animal passava a apresentar qualquer mudança em seu comportamento o fato era imediatamente atribuído ao envelhecimento ou qualquer outro tipo de doença. Hoje em dia já se sabe que, assim como os seres humanos, os cães também sofrem com os males causados pela depressão. Existem muitas causas que podem levar à depressão canina, porém as causas mais comuns estão ligadas a dois fatores: estresse e ansiedade.


Como saber se seu cão está deprimido

É preciso estar sempre atento, existem alguns sinais que podem indicar os sintomas de um cão com depressão:


 * Falta de apetite ou sede;


 * Falta de interesse por brincadeiras ou passeios;


 * Sono excessivo;


 * Lamentos;


* Isolamento em cantos da casa;


* Dificuldade na execução de funções biológicas.


Tratamento

Na hora de tratar a depressão nos cães o dono exerce um papel importantíssimo, pois o animal não tendo condições de superar o processo depressivo sozinho, necessita da ajuda do dono para recuperar seu equilíbrio emocional. Atitudes que podem parecer simples como reservar um tempo para brincarem juntos, sair mais vezes para passeios ou mesmo sentar no chão enquanto assiste TV colaboram na motivação do animal. Comprar alguns brinquedos novos e estimular a interação visitando parques que tenham outros cães  também ajuda bastante, caso seu cão passe muito tempo sozinho em casa considere a possibilidade de contratar um acompanhante para ele. Pode até parecer um comentário banal, mas normalmente o que o seu cachorro precisa nessas horas é apenas amor e carinho.


Se mesmo com todos estes estímulos o seu cão continua apresentando os sintomas de depressão canina, está na hora de procurar um médico veterinário para que ele possa prescrever exames de sangue e realizar alguns procedimentos que podem identificar a real causa que está afetando o emocional do cão. Em alguns casos, o veterinário pode indicar uso de medicamentos antidepressivos, remédios homeopáticos ou Florais de Bach.


É importante lembrar que nenhum tratamento é milagroso, para que o seu cão volte ao estado emocional normal ele vai precisar de muito apoio, tratamento em casos de depressão canina podem levar um tempo considerável para apresentar resultados, portanto seja paciente.  Desconfie de promessas de cura imediata, esteja sempre ao lado do seu cão e na dúvida procure sempre um especialista, assim como ele é o seu maior companheiro, você também é o maior companheiro dele.