Como lidar com infecções e abscessos causados por brigas em gatos postado por Gran dia 26 de Mai de 2013 às hs.

simon_music / Flickr

simon_music / Flickr

woodleywonderworks / Flickr

woodleywonderworks / Flickr

 


Diversos são os fatores que podem levar um gato a provocar ou participar de uma briga. Entre os machos existe a demarcação de espaço, o que é natural em quase todas as espécies de animais. No entanto, isso pode ser o causador de abscessos e infecções que trazem prejuízo à saúde do felino. Brigas com cachorros são um dos motivos recorrentes para este problema. Normalmente os cães possuem dois dentes maiores, os quais utilizam para ferir o gato na perna ou na costela. O problema é que a perfuração causada por essa briga, fecha com o passar do tempo deixando na parte interna, bactérias e sujeiras. Assim, o felino sofrerá com algum tipo de infecção. Para tratar é necessário ter alguma habilidade com o animalzinho para evitar que aumente ainda mais o machucado.


Como lidar com infecções e Abscessos causados por brigas em gatos
*Leve o gato a um veterinário. Quando acontece uma briga e um dos lados sai machucado, é extremamente necessário que seja levado à presença de um veterinário. O médico fará uma limpeza com produtos adequados, para evitar que as bactérias se alastrem e que o fechamento da ferida seja irregular. Por irregular entenda-se com sujeiras e, possivelmente bactérias na parte interna da pele.
 *Fique atento aos sintomas. Ao verificar que houve algum estranhamento com outro animal da casa e isso resultou em brigas, procure participar do dia a dia do gato ferido, para verificar os possíveis sintomas de algum abscesso. A infecção poderá ser verificada apenas observando o local machucado. Se nada de estranho acontecer, como sangramento, inchaço e fechamento irregular, é possível que não aconteça nenhum problema posterior. Os abscessos somente aparecerão a partir do quinto dia após o ferimento.
 Administre algum antibiótico. No período em que a ainda não se desenvolveu nenhuma complicação, é preciso administrar um antibiótico para que não apareças abscessos na sequência do tratamento. Esse antibiótico deve ser receitado por um médico veterinário.
*Drene os abscessos. Se já passou do período em que seria possível matar as bactérias e evitar a formação de abscessos, faz-se necessário fazer a drenagem do local. Para isso, é preciso apertar a base do abscessos para que todo o pus seja jogado para fora. O ideal é realizar esse procedimento duas vezes ao dia. Também poderá pedir para o veterinário acoplar um dreno de latex ao local machucado, pois assim a drenagem é automática.
*Vacine o felino. Existem diversas vacinas que devem ser aplicadas periodicamente em animais. Nos gatos uma das principais é contra a leucemia felina. No caso de um processo de infecção e abscesso, poderá acontecer algumas complicações.  Por isso mantenha seu gato sempre em dia com a vacinação e, se esse não for caso, comunique o veterinário para que seja aplicada imediatamente. Pela diversidade de complicações existentes, deve comunicar com qual animal foi a briga e se ele tinha as vacinas em dia.
*Evite deixar o gato com ferimentos ficar no frio ou calor excessivo. Assim como humanos eles sofrem com climas extremos quando estão com alguma infecção. Também evite, em qualquer hipótese, deixar que vá a rua, pois normalmente animais de rua não são vacinados.

É importante lembrar que, caso o ferimento provoque alguma infecção e essa progrida para um abscesso, não existe cura. O que acontece é que sumirá por completo em aproximadamente uma semana. Mas com os cuidados, acelera a cicatrização e evitará futuras complicações. Boa sorte e sucesso sempre!